Falar o que sente

Se há algo que aflige muita gente é a dificuldade de falar o que sente. Negócio complicado. O incômodo sai com mais facilidade no desabafo com um terceiro do que com o(a) causador(a) do sentimento em si. Conversar olho no olho causa bloqueio, preguiça, fadiga.

Pra que ter o trabalho de falar? Melhor deixar pra lá.

E é aí que entram grandes problemas: para quem não fala e para quem não fica sabendo. É se comunicando que crescemos, juntos. Quando não falamos o que estamos sentindo, é como se nada estivesse acontecendo. O outro pode não adivinhar.

Boas relações são pautadas no diálogo sincero e, por mais que a insegurança persista, não é possível uma vida saudável guardando o que sente. Ninguém é perfeito, sempre podemos melhorar. Guardar o que incomoda aprisiona, sufoca, alimenta sentimentos ruins.

No bate-papo e acolhimento em relação à visão do outro, temos a chance de ver que não era bem assim. Ou que o outro não tinha percebido. Até mesmo que os dois erraram. Talvez um monstro imaginário tenha sido criado.

E foi bom falar, foi bom ouvir. A mente retorna seu voo para o solo e acalma. Cenários param de ser criados. Falar o que sente liberta o coração, alivia a mente. É como desamarrar um nó que estava apertado demais. Solta.

É bom conversar, não é?

Foto autoral. Praia do Leme / Rio de Janeiro, 2020.

20 comentários sobre “Falar o que sente

  1. Falar o que sentimos!!🤔🤔eis a questao!!
    Sempre tive dificuldade em lidar com isso..sempre sofri calada…guardando sentimentos ruins,ate mesmo bons…principalmente o negativo…por nao querer magoar as pessoas..porém quem acabava magoada,machucada era eu…mas com o passar dos anos experiências traumáticas de alguma forma serviram p amadurecer me sobre isso…e eis que agr procuro me impor…e expor o que sinto com delicadeza,mas falo..nao guardando lixo tóxico em meu ser!!
    E sobre sentimentos bons tento demonstra los tbm de uma forma suave,nao sendo invasiva,com carinho!!
    O coração e alma agradecem!!
    Bom dia Nicole…Fica c Deus!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Também to aprendendo agora, Renata! É muito difícil porque quando a gente fala acaba mostrando certa vulnerabilidade. Não sabemos como o outro vai reagir. Mas tenho visto que falar tem sido a melhor coisa! Porque as vezes são sentimentos que podem ser resolvidos com uma boa conversa. Beijos e ótimo final de semana!!! 🌻💜

      Curtido por 1 pessoa

      1. Sim Nicole concordo nada melhor que conversarmos.. mas acho que nao mostramos vulnerabilidade e sim que temos o direito de resposta tudo dentro da boa educação dialogar ainda que dificil as vezes p o outro lado..mas tenho procurado resolver as coisas quando necessário com mta sabedoria ou analisando a situação as vezes e melhor ignorar mas sem deixar isso me fazer mal interiormente falando pq chega uma fase da vida que os valores mudam e nem sempre falar resolve quando a outra parte é ignorante do saber…entao seguir enfrente depositando a Deus resolver tudo é o melhor caminho… e Paz de espirito hj em dia e de grande valor ao meu Ser..e vamos seguindo a jornada aprendendo um dia iremos quem sabe sermos aprovados nesta escola chamada vida.
        Excelente fim de semana a vc …fica c Deus Nicole.bj

        Curtido por 1 pessoa

      2. Ahh, com certeza! O diálogo tem um limite! Até porque nem sempre o outros ata disposto a conversar ou ajustar o que está desalinhado. Concordo plenamente! Tem uma hora que é melhor a paz do que estar certo 😉

        Curtido por 1 pessoa

  2. Alex Antunes

    Bom dia, Nicole!
    Não sei se entendi bem o seu texto. Acho que você está falando de conversar com quem nos ofendeu ou com quem nos desentendemos.
    De fato, isso é muito importante. Porém exige aceitação à correção fraterna por parte de quem errou, e, da parte de quem corrige, uma atitude fraternal.
    O Brasil é muito grande. Mas, em algumas cidades, como a minha, as pessoas são muito fechadas e não aceitam qualquer tipo de correção, salvas as raríssimas exceções. Mas, no geral, eu acredito que os brasileiros são um povo muito fechado à correção fraterna. Não saberia dizer qual o motivo histórico para isso. Isso é tanto mais estranho quanto o fato de termos nascido de uma colonização católica, que supostamente deveria pregar os valores do Evangelho, como a correção fraterna e não a humilhação pura e simples, para a pessoa se sentir simplesmente envergonhada e castigada.
    Mas, Nicole, tudo o que você disse é muito verdadeiro. Nós precisamos aprender a falar com o outro. Falar com o outro nos ajuda a amadurecer. Precisamos amadurecer, embora, talvez, já tenhamos uns bons anos de vida. As pessoas precisam amadurecer, amadurecer psicologicamente e espiritualmente. Não adianta só aumentar de idade.
    Nicole, achei o seu texto todo muito iluminado, mas a conclusão ficou perfeita. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada pelo carinho com o texto, Alex! Você tocou num ponto muito importante. Tem tudo a ver com a cultura do brasileiro. Nós temos dificuldade em dizer não, em ser sincero, queremos agradar o outro, queremos estar bem o tempo todo. E isso é impossível. Não é à toa que o Brasil é um dos países com maiores taxas de ansiedade e depressão do mundo. Bom final de semana pra você!!! 🌻

      Curtir

      1. Alex Antunes

        De nada, Nicole! 😀 Você merece!
        Concordo plenamente com você.
        Muito bem lembrada essa estatística de que o Brasil tem o maior índice de ansiedade e depressão. Confesso que já tinha me esquecido disso.
        Bom final de semana pra você também. 🙂🌻

        Curtido por 1 pessoa

      2. Hudson José Capanema

        Deveria ser sempre assim, né? É libertador falar, ouvir, esclarecer, clarear! É angustiante quando alguém fica de cara fechada para você e você, muitas vezes, não tem a mínima ideia do porquê! Pode ser, realmente, alguma coisa que você fez ou falou, mas pode ser um simples mal entendido. Mas é preciso saber o quê e quando falar, e, principalmente, saber ouvir! E o diálogo será sempre o melhor caminho!
        Mais um lindo texto, Nicole! Parabéns! Bjs

        Curtido por 1 pessoa

      3. Você conseguiu resumir melhor do que eu!! E tem vezes que acho o ouvir até mais difícil do que falar, porque costumamos ir para as conversas já com ideias prontas. Beijos e obrigada!! 💜🌷

        Curtir

  3. Talvez seja uma das coisas mais difíceis, essa, de se mostrar completamente vulnerável ao outro e falar tudo o que sente, se abrir por inteiro, deixar o rio correr da gente pro outro e esperar que esse outro entenda e acolha, que navegue com a gente essa tormenta e que saibamos sair juntos da tempestade. Ser ouvido e ouvir também com a mesma doação. Nem sempre dá certo. Mas é importante demais tentar. Parabéns pelo texto. ❤

    Curtido por 3 pessoas

    1. Lindo comentário, Trícia! E feliz por vê-la por aqui. É importante tentar, sem dúvidas. Tão difícil quanto falar é ouvir de verdade. E estar aberto para assumir as próprias falhas. São nesses processos de acolhimento e coragem de mostrar o que somos e sentimos que aprendemos mais e mais. Beijos e bom final de semana! ✨🌷

      Curtido por 1 pessoa

  4. Daniel Takara

    Teu texto me lembra que, em certa medida, é como se todos nós fôssemos porco-espinhos num tempo muito frio: precisamos estar perto para nos aquecer e não morrer de frio, ao mesmo tempo em que temos nossa bolha pessoal e que podemos incomodar os outros algumas vezes e nem nos darmos conta disso. Outro ponto para reflexão também é: até que ponto minha liberdade atrapalha a liberdade do outro e vice-versa? Acho que não existe uma resposta pronta para todas as situações e relacionamentos. Por isso a conversa é fundamental, mesmo que seja desconfortável.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s