Morar em qualquer lugar

Nesses quase 7 meses de trabalho remoto, eu já morei em 4 cidades e 6 casas diferentes. Ah, em 4 regiões brasileiras, só falta o Nordeste. Não percebia, até então, como essa liberdade de poder morar em qualquer lugar era tudo o que eu queria. Amo meu trabalho e as pessoas que lá convivo – virtual ou presencialmente.

Por outro lado, sempre detestei estar presa o dia inteiro no mundo corporativo com sua falta de janelas. De precisar ir até o bebedouro para saber se está chovendo ou se faz sol. De precisar receber uma mensagem falando para correr até a outra ala porque tem um arco-íris. Ou de precisar me contorcer para ver eclipses da lua nas brechinhas da janela.

Também nunca gostei do ir e vir pelos mesmos lugares. Me alegrava os desvios de rota seja para o bar ou para a carona com novas conversas. E aí eu prestava atenção nas flores que apareciam nas diferentes épocas, elas mudavam. Passa a bolsa no detector de metais, passa o crachá na catraca, chama o elevador. Dá bom dia, senta na mesa.

E lá, naquele mesmo lugar de sempre, faz o que pode fazer de qualquer lugar do mundo. São vários os pontos de vistas, prós e contras. Tem saudades e faltas de afeto. Para uns, virou um sonhado estilo de vida, um repensar sobre o que já foi. Será possível se readaptar ao que era?, tenho pensado.

Enfim, escrevo isso diretamente de Porto Alegre. Aqui faz frio e chove, ao contrário do resto do país. Lugares, quero estar em muitos. Você também?

Foto autoral. Fim de tarde em Porto Alegre / Rio Grande do Sul, 2020.

44 comentários sobre “Morar em qualquer lugar

  1. mariogordilho

    Parece que temos alguém que vai curtir esse tal de novo normal! Rsrsrsrs…
    Eu até gostaria de curtir essa liberdade, mas pra isso precisaria deixar a posição que ocupo, pois a minha vida profissional está uma loucura nesse trabalho remoto, tendo que coordenar 13 pessoas. É gente falando (remotamente) comigo quase 12 horas por dia, inclusive nos finais de semana. Eu preciso das minhas 8 horas/dia de volta, mesmo que seja dentro de um escritório. Mas admiro sua determinação e sua coragem, seu senso de liberdade. Aproveite mesmo, pois a vida é pra ser vivida dia a dia. Até Jesus falou isso, né?
    Carpe diem!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu espero que vire uma realidade, vamos ver! E sobre gerenciar a distância, assisti a uma palestra muito boa da secretaria de gestão de pessoas do TSE. Ela contou sobre os mitos do trabalho remoto.

      Um dos pontos tem a ver com os gestores quererem gerenciar a distância da mesma forma que gerenciavam no presencial. Outro ponto é que trabalho remoto não tem a ver com disponibilidade 24h por dias.

      O foco precisa ser nas entregas e não no controle. Acredito que aos poucos os gestores vão se adaptando, principalmente no serviço público em que o controle ainda é muito presente. Provavelmente tem gente na sua equipe que vai preferir o remoto! 😃

      Curtir

  2. Alex Antunes

    Boa tarde, Nicole!
    Morar em vários lugares parece ser muito bom. Quanta coisa nova a gente aprende e conhece. Infelizmente, por alguns motivos pessoais, eu não tenho essa oportunidade. Mas, para quem gosta e tem a oportunidade, é isso mesmo. O mundo de hoje dá várias possibilidades e oportunidades para quem sabe aproveitar as chances. O mundo é muito grande e vale a pena conhecer.

    Curtido por 1 pessoa

    1. O mundo tem muita coisa mesmo! Essa vida sem estar presa em um lugar talvez seja temporária enquanto durar a pandemia, ainda não sei. E torço para que você tenha a oportunidade de viajar e conhecer todos os lugares que tem vontade! 🙏🏻🙂

      Curtir

      1. Alex Antunes

        Obrigado, Nicole! 🙂

        Nicole, você já reparou que os americanos também gostam dessa experiência de morar e trabalhar em diferentes partes do seu país?

        Será que esse estilo de vida de morar em diferentes lugares é devido ao famoso American way of life? Não digo isso como crítica. Acho que os americanos sabem viver bem a vida.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Alex Antunes

        Nicole, sempre gostei muito de história, embora eu não seja mais tão bom como eu o era no Ensino Médio. Por isso, citei o “American way of life”, pois eu acho fantástico como essa expressão tão simples representa um estilo de vida que se tornou tão comum em diversos países do mundo com a globalização. Mas, respeitando a individualidade de cada, cada um se identifica ou não, não é mesmo? Mas eu concordo com você. Essa questão da liberdade é uma das facetas do “American way of life”. Então pode ser. 🙂
        Obrigado pelo feedback! 😉

        Curtido por 1 pessoa

  3. Fico feliz que consegue conciliar trabalho e moradia para viajar a qualquer canto! É o sonho de muita gente (inclusive o meu). Já fiz minhas andanças devido a trabalho, mas quase nunca era uma decisão somente minha. E confesso, que após quase 2 anos que retornei pra casa, já me coço novamente pra por o pé na estrada!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ainda não sei se vou poder ter essa flexibilidade depois da pandemia, Juliano. Torço muito para que as estruturas abram a cabeça. Tem gente que não adaptou, mas eu adorei. Não vejo mais sentido em ficar trancada num prédio, iria só uma vez por mês pra ver a galera! Acho que temos perfil parecido de gostar de explorar o novo.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Tenho sentimentos conflitantes em relação ao home office. Não consigo chegar a uma conclusão se há mais vantagens ou desvantagens, considerando que eu moro bem perto do trabalho para os padrões do Rio (menos de meia hora).

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho que não tem um melhor do que o outro, Pedro. Diria que tem mais a ver com o que se enquadra mais ao estilo de vida. Pra mim, o trabalho remoto faz sentido apenas se eu puder morar onde eu quiser. Se for presa a Brasília, que é onde estou lotada, não tenho interesse. Torcendo para a gente ter o poder de escolha no pós-pandemia.

      Ah, e morar perto do trabalho é vida. Minha meta sempre foi essa quando saí do rio. Em Brasília, eu levava 5 minutos para o trabalho!

      Curtido por 1 pessoa

  5. Poder conciliar essa mobilidade e estilo de trabalho aos tempos pós pandemia será maravilhoso mesmo!
    Quem sabe, Nic? Não é aplicável a todas as profissões, mas eu acredito que, para as que são, será uma tendência para o futuro próximo sim. Tomara 🙏🏻🌺

    Curtido por 1 pessoa

  6. Nicole, quanto mais eu te leio, mais quero te ler. E me sentir perto de vc, mesmo que virtualmente, é sempre uma novidade porque vc tem o poder de transformar as coisas. É coisa astral, mesmo, tá ligada..
    Espero ainda te abraçar carinhosamente assim como a sua literatura faz com a minha alma.

    O Brasil é nosso e apesar de tudo está a nosso alcance. Ainda bem!

    Que seja Luz.

    diego.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Que lindo, Diego! Fiquei emocionada! Suas palavras já foram um abraço daqueles apertados e com boas risadas no final.

      Também espero, de coração, que a gente possa bater muitos papos ao vivo e a cores. Pode ser na praia, no bar, no mato. Só vamos!

      Que essa coisa astral continue. Beijos e espero que estejas bem! 🧡

      Curtido por 2 pessoas

      1. A sua emoção é minha também. Essas sensações são atemporais e eliminam a distância!
        rsrs sim, só vamos!
        Por aqui tudo bem, e melhor ao te ler.
        Quando recebo em meu e-mail notificação sua, venho logo te ler.

        Por questões de tempo leio pouca gente por aqui, mas vc é prioridade porque a honestidade e simplicidade da sua escrita me emociona e fortalece.

        Beijão!

        Curtido por 2 pessoas

  7. Hudson José Capanema

    Para você que é livre, leve e solta, deve ser o melhor dos mundos! Eu também gostaria de estar em todos os lugares, mas tenho minhas amarras, boas amarras! Adoro viajar e, acredite, todas essas experiências que você tão bem compartilha, em teus lindos textos, sobre lugares que você conhece, me atiça mais ainda a vontade de viajar! Mas adoro voltar para casa!
    Sobre o trabalho à distância, continuo acreditando que o “novo normal” será diferente e o que era concedido para poucos e com muitas regras deverá ser bem mais abrangente e flexível! Mas falando de serviço público e, especialmente, de Banco Central, não consigo imaginar, e torço muito para estar enganado, que não haverá a necessidade do presencial, tipo uma vez por semana, ou por quinzena ou por mês!
    Mas nada de pensar nisso agora, curta o momento, more em muitos lugares e busque inspirações para continuar nos brindando com teus textos maravilhosos! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ter uma casa pra voltar é nossa base, Hudson! Também acho isso. A gente voa, mas sempre volta. Olha eu aqui perto da família de novo!

      Pois é, sobre o trabalho remoto no serviço público, ainda está algo bem indefinido. Torcendo muito pela inovação que tanto falam. Aguardemos!

      E obrigada! Espero continuar voando e com boas inspirações 😃💜

      Curtir

  8. Alex Antunes

    Nicole, veja que coincidência interessante!
    Eu tinha comentado anteriormente sobre o “American way of life” e ontem à tarde, dando uma olhada na nova encíclica do Papa Francisco, Fratelli Tutti, por acaso, eu li o parágrafo nº 51 e ele justamente criticava o “American way of life” e outros tipos de imperialismo cultural. Eu sei que eu estou parecendo contraditório, mas não queria perder a oportunidade de compartilhar com você essa coincidência. Veja!

    Fratelli tutti n. 51

    “51. Alguns países economicamente bem-sucedidos são apresentados como modelos culturais para os países pouco desenvolvidos, em vez de procurar que cada um cresça com o seu estilo peculiar, desenvolvendo as suas capacidades de inovar a partir dos valores da sua própria cultura. Esta nostalgia superficial e triste, que induz a copiar e comprar em vez de criar, gera uma baixa autoestima nacional. Nos setores acomodados de muitos países pobres e às vezes naqueles que conseguiram sair da pobreza, nota-se a incapacidade de aceitar caraterísticas e processos próprios, caindo num desprezo da própria identidade cultural como se fosse a causa de todos os seus males.” (Papa Francisco, Fratelli Tutti, n. 51)

    Curtido por 1 pessoa

  9. Gostava que esta realidade do trabalho remoto se tornasse mais comum, possível e facilitada daqui para a frente. Sinto que em Portugal ainda há uma resistência muito grande a essa mudança, mas acredito que as próximas gerações tornarão isto possível 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aqui no Brasil também tem resistências, Miguel.. E até entendo. A maioria dos chefes são de gerações mais antigas e se relacionar basicamente apenas pelo meio virtual deve ser muito difícil. A gente meio que usa isso a nosso favor. Eu só sinto saudade dos amigos, mas trabalho até melhor de casa! 😉

      Curtido por 1 pessoa

  10. Oh, Nicole, este ‘desejo’ de onipresença é humano demasiado humano (parafraseando Nietzsche)… Mas, além da onipresença, ainda, queremos também a onisciência e a onipotência… Talvez, por isso, ‘criamos deuses’ com estas ‘qualidades’…

    Curtir

  11. Daniel Takara

    Nicole, imagino no futuro os filhos e netos de nossos amigos e familares perguntando: “Sério que na época de vocês tinha pouca mobilidade para trabalhar de onde quisesse? Tinha que ir trabalhar obrigatoriamente sempre todo dia no mesmo lugar? Vocês não enjoavam? Teve que acontecer uma pandemia parecida com a da febre espanhola para mudar tudo isso?!” *rsrsrsrs* Ah, e, na semana em que você publicou este texto, em Ubachuva choveu bastante também, pra variar… hahahaha!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ahahahaha exatamente, Daniel!!! Pior ainda vai ser explicar que até liberavam o remoto, mas tinha que ficar preso em alguma cidade x por razões de não sabemos… hahaha Poxa, pensei que tinha dado sol!! Pelo menos vc viu o mar, então 🙂

      Curtir

  12. Meu sonho viajar pelo Brasil e pelo mundo. Esse estilo de vida de viver preso dentro de um escritório pode ser bastante frustante para quem sonha com essa liberdade. Eu curso Direito e o que mais me atemoriza é a perspectiva de viver uma vida profissional presa em burocracias e salas apertadas.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Espero que as mentes fiquem abertas após a pandemia, porque vai ser difícil voltar a ficar presa em um prédio o dia todo. Com direito você pode ter mais flexibilidade, muitas coisas são eletrônicas hoje em dia! E coloque sua energia nesse sonho, poder viajar é minha grande conquista. Beijo grande!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Com certeza. A gente tem que correr atrás dos nossos sonhos, né? 💕Estou investindo tempo para conquistar mais flexibilidade. Muito obrigada por esse post incrível, que me deu inspiração e esperança de um dia alcançar esse objetivo. Um beijão!

        Curtido por 1 pessoa

      2. E estudando é o melhor caminho, Emilly! Se hoje posso viajar, é porque tive a oportunidade e vontade de estudar para correr atrás. Fico muito feliz pelo texto ter te inspirado, talvez ele tenha sido pra você. Beijo grande! 💜

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s