Fim das relações e os apagões das redes sociais

Confesso que costumo olhar com desconfiança para casais que se expõem muito nas redes sociais. Não sei dizer exatamente de onde surge esse tipo de preconceito em mim…

Deve ser porque os casais que admiro não contam sobre seus passos para todo mundo, o tempo todo. São naturalmente doces, amigos e alegres, na vida real.

Por outro lado, casais que nitidamente vivem cercados de comodismos, status, traições e/ou possessividade vivem se amando nas redes sociais. O tempo todo.

Até que chega um dia em que apagam tudo e é como se não tivesse existido nada.

Como moro longe da maioria dos meus amigos, não consigo acompanhar a vida amorosa de todos. E também é um tópico que confesso não me interessar muito.

Um dia, estava descendo a tela do instagram quando vi um amigo com uma nova namorada. Ué! Ele era casado até meses atrás. Eram tantas fotos lindas nas redes sociais de ambos…

Fui olhar o perfil dele. Nada. Nenhuma foto. Corri para o dela. Nada também. Nem da festança de casamento. Me senti estranha. Eu via, eles se amavam, eram felizes. Ou não era bem assim?

Isso não é louco? Uma hora, você ama alguém e expõe toda sua vida com ela. Outra, acaba tudo e tudo se apaga imediatamente. Como se a história não tivesse existido. Como pode o amor virar nada tão rápido?

Parece que felicidade realmente é brisa leve. Sossegada, discreta e sentida. Raramente consegue ser postada, não é?

Foto: Nicole Guimarães. Trilha Laguna Esmeralda, Ushuaia / Argentina, 2019.

7 comentários sobre “Fim das relações e os apagões das redes sociais

  1. Sabe, as redes sociais nunca me atraíram. Embora reconheça o “poder” que têm, para mim são mais reveladoras de uma necessidade de mostrar o que não existe. Claro que existe gente séria e as utiliza como meio de comunicação. Suas observações são pertinentes e refletem uma realidade que a cada dia ganha maiores proporções, desviando as pessoas de temas e questões mais urgentes em nosso Brasil. A propósito, Ushuaia…que lugar! A Terra do Fogo é deslumbrante. Um abraço e tenha um feliz dia.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Tenho visto as redes sociais como um lugar em que as pessoas se perdem ao invés de se encontrar. Se perdem tentando ser o que não são e tentando ser o que o outro diz que é. Temos que garimpar o que há de positivo para nós. Abraços e ótimo dia para você!

      Curtido por 1 pessoa

  2. VEM comigo!

    Algumas pessoas têm a necessidade de viver muito pra fora, e esquecem o principal que é viver pra dentro. Às vezes, criam toda uma situação só para sustentar uma imagem. Necessariamente, não é preciso tanta exposição para se dizer que é feliz. Quem é feliz, já emana essa característica naturalmente. Todavia, tem quem prefira demonstrar que é feliz dessa forma.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s