Dar e receber: em qual momento está você?

Dizem que na vida temos os momentos de dar e os de receber. Se em um tempo você alcançou o que gostaria, em um próximo será sua vez de ofertar algo a alguém ou a alguma causa.

Nesse momento adverso que estamos vivendo, você se vê em qual lugar? Naquele de receber o que deseja e necessita ou de fazer algo que ajude outra pessoa?

Sobre mim, acredito que estou no momento de ofertar. Dar o máximo da minha energia para tentar melhorar o que estiver ao meu alcance. Agradeço do fundo do meu coração por ter vivido experiências maravilhosas, feito tantas amizades, viajado para lugares inesquecíveis.

Agora, não aceito me colocar no lugar de vítima. Tenho o sentimento de que chegou a minha hora de fazer alguma coisa para o outro. Já recebi e recebo muitas bênçãos na vida.

E a cada dia vejo como mais opções de ajudar o próximo aparecem e eu nem tenho tido tempo ocioso. Por algum motivo sublime, tenho passado esse período de pandemia/quarentena tranquila, na maior parte do tempo, e me dedicando a usar a palavra para confortar algum coração.

São muitas as pessoas que precisam de nós. Vai desde estar disponível para ouvir até mobilização para compras de cestas básicas. E a gente, mais do que nunca, precisa estar forte para levar consolo, esclarecimento, esperança e amor.

Faz sentido para você?

Foto autoral. Granja Comary, Teresópolis / Rio de Janeiro, 2019.

25 comentários sobre “Dar e receber: em qual momento está você?

    1. Hudson

      Lindo texto, Nicole! O meu lugar hoje é de quem pode ajudar! Deus me deu muito mais do que preciso e que fiz por merecer!
      Pessoas que precisam de ajuda sempre existiram e, infelizmente, continuarão a existir! O novo é que esse momento difícil, que estamos vivendo , despertou em muitos os sentimentos da solidariedade e da caridade! Precisamos,sim, ajudar tanta gente necessitada! Cada um da forma que puder! Com palavras, de seres, como você, que têm o dom de acalentar os corações, com trabalho voluntário, cestas básicas, cobertores (tanta gente passando frio nas ruas)! Enfim, há muitas formas de ajudar quem precisa!

      Curtido por 4 pessoas

      1. Verdade, Hudson! Muitas pessoas estão despertando para olhar o próximo. Isso é ótimo e tomara que continue! E você é um exemplo, ajuda muita gente o tempo todo. Saudades!!

        Curtir

  1. Mariana Gouveia

    Faz todo sentido para mim! Já tive e tenho tido tantas bençãos que acho que sempre estarei em falta em doar. Faço isso sempre e de diversas formas…
    Mas aprendi também sobre a maneira certa de doar na oração ho’oponopono Amor Consciente.
    Me fez sentir o verdadeiro sentido de doação.
    Abraço, querida!

    Curtido por 2 pessoas

  2. VEM comigo!

    Acredito que a riqueza maior que posso observar em tuas palavras, dar-se pelo valor daquilo que damos e recebemos. Acredito que de nada adianta dar ao outro, se faço isso de formar fragmentada. Temos que ser inteiros nessa troca. ” Receber ” só se for o todo…’migalhas’ também não se precisa. Eu tenho me doado!..

    Curtido por 3 pessoas

      1. De nada.

        PS: Quase me esqueço de lhe agradecer pelo seu agradecimento. “Exercício difícil esse…” Mas um dia aprendo de vez.

        Curtir

  3. oi, Nicole. o texto é perfeito em sentido e significado. posso dar um passo além? acredito que o vírus ou veio para ficar ou ainda vai demorar muito o retorno ” a normalidade”. ambas situações merecem cuidados profundos. a solidariedade que hoje existe e que tanto necessitam tantos, deve ser algo que avance ao longo do tempo, e não apenas durante o período que hoje vivemos. não gosto e nem quero politizar a questão, mas será sim necessária política de Estado em todos os sentidos e áreas. o que tenho testemunhado seja pela minha janela ou pelo noticiário é que os que sempre foram solidários hoje estão mais solidários e fortes, há os que estão sendo, felizmente, sensíveis ao momento e sendo também solidários e os que não acreditam sequer na existência do vírus. creio que teu texto é essencial para que possamos traçar rumos e que este olhar possa compreender ainda mais longe pessoas dispostas a enfrentar o vem pela frente como algo permanente e não apenas, repito, durante o momento. posso estar, claro, completamente errado, mas parece que chegou a hora de a desigualdade ser olhada com humanismo e ações concretas e deixar de ser discussão política quase abstrata. sim, vamos continuar ajudando a quem precisa porque o maior ensinamento que vi sobre foi dos próprios despossuídos que dividem o pouco ou quase nada que ainda têm. desculpe o comentário longo, todavia, além de estar contigo neste caminho solidário, sinto que é necessário pensar à frente. o meu abraço carinho e que bom que existem pessoas como você e os tantos que aqui deixaram palavras.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bom dia, meu amigo! Concordo plenamente com tudo que disse. Inclusive a parte sobre aqueles que já faziam o bem e continuam fazendo e às vezes até mais. Enquanto isso, outros abriram os olhos e tantos outros continuam cegos. Também sinto que a situação permanecerá instável por bastante tempo e que a desigualdade precisa ser olhada pelo Estado. E não é apenas um auxílio de R$600,00. As pessoas precisam ter direito à dignidade e melhor vida, de forma indiscriminada. Sigamos espalhando bons pensamentos, mesmo que com as palavras. Ótima semana para você! 🌻

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s