Não precisamos dar conta de tudo

Estava precisando sair da frente do computador e do celular. Olhar uma paisagem bonita, bater papos descontraído. Aceitei o convite para uma trilha do Brasilia Hash House Harries. Álcool em gel na mochila, máscara no rosto e vamos lá.

Mas esse texto começou, na verdade, com um rascunho sobre a pouca verdade do mundo virtual. Em seguida, pulei para saudades de ter uma fuga da rotina. Passei por cansaço e, finalmente, parei aqui. Não precisamos dar conta de tudo. Podemos relaxar.

Ao mesmo tempo em que o coronavírus tirou nossos meios de fuga – barzinho, viagens, cachoeira, praia e afins -, ele trouxe muitas tarefas. Não sei se aconteceu com vocês também, mas minhas atividades triplicaram. Eu não tenho momentos de tédio desde que essa pandemia começou.

Mesmo em home office, estou com muito mais trabalho. Criei o blog, sigo nas atividades do voluntariado, tenho que arrumar casa, cozinhar, lavar roupa, inventei fazer cursos. Ufa… Imagino quem tem filho!

Como estava me fazendo falta sair por aí e ver uma paisagem nova. Ver gente nova é maravilhoso. Nessas últimas semanas, notei como a pausa da rotina é algo mais que necessário para nossa sanidade mental. Ou pra fazer a gente esquecer que a rotina cansa e engole.

São tantos horários e tarefas para cumprir. Tem vezes que nem dá tempo pra pensar sobre o que estamos fazendo ou para aonde estamos indo. E aí chega a hora de diminuir o ritmo. Reorganizar as prioridades. Excluir atividades da lista.

Ah, depois da caminhada e da vitória do Bayern na Champions League, comentei com um senhor austríaco que eles estavam muito tranquilos comemorando a final do campeonato. A resposta foi: “somos europeus, somos relaxados”.

Lembrei que o Brasil é o país com a maior taxa de transtornos de ansiedade no mundo. E olha que a gente vive festejando por aí. Papo para outra hora…

Foto autoral. Capivaras relaxadas. Lago Norte / Brasília, 2020.

21 comentários sobre “Não precisamos dar conta de tudo

  1. Por aqui o trabalho triplicou também. Não estou conseguindo por a leitura e séries em dia. Dar conta de tudo nunca foi tão necessário, e estamos cansados. Estamos precisando ligar o offline. Bjossss. Adorei a fotografia.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Estou na mesma situação!! Não consigo ler um livro em sequencia. Bem cansada! E esse excesso de tecnologia e informações cansa demais também, né? Essas capivaras são muito fofas, o moço disse que elas sempre estão nesse lugar. 😀 Beijoss

      Curtir

  2. Tem também aquela história de ter que ser produtivo o tempo todo. Aí, a gente vai acumulando cada vez mais atividades, e a vida segue! Parar para desligar um pouco é ótimo, nem que seja somente por uma hora. Quando a gente vê, o tempo passa e nem sabemos como foi que ele foi consumido.

    Curtido por 2 pessoas

  3. mariogordilho

    Tô louco pra voltar para o trabalho físico, tradicional. Se bobear, vou pedir pra substituir meu computador por uma máquina de datilografar e meu celular por um telefone fixo, daqueles de girar o disco com o dedo pra discar. E olha que sou um mega apaixonado por tecnologia. Mas já deu, cansei.

    Curtido por 3 pessoas

    1. Também já cansei da tecnologia… esse período saturou a gente. Só discordo com você em relação ao presencial, estou gostando de não ser obrigada a ficar presa num prédio ou cidade. Mas os amigos fazem falta!

      Curtir

  4. Hudson José Capanema

    Você faz muito bem em ocupar o teu tempo, Nicole, e ainda nos brindar com o teu blogue! Tenho pavor de ficar sem ter o que fazer!
    “Mente vazia, oficina do diabo”. Mas precisamos saber dosar as atividades e nos cobrar menos! E os momentos de fuga são fundamentais! Como faz bem jogar conversa fora, dar boas risadas com os amigos, churrascos, viagens, etc.!
    Que foto linda! Moro no Lago Norte há 17 anos e não sabia que tinha capivaras como vizinhas! 😊

    Curtido por 2 pessoas

    1. Eu acho que é perto da sua casa, o pessoal disse que elas vivem aí nessa ponta. Se não me engano, começamos a caminhada da quadra 6, por aí! Sim, temos que ocupar nossa cabeça, mas um momento de tédio está fazendo falta.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s