O padre da minha vó

Foto autoral. Mureta da Urca nublada / Novembro, 2021.

Minha vó tem um padre. Ele canta sertanejo, usa calças apertadas, toma cerveja e faz piada. Ela diz que ele é um “pão”, bonito na linguagem dela. Daniel e Fabio Junior também entram no rol de pão da minha vó. Não me pergunte se é pão de forma, francês ou de hambúrguer. Ela só diz que é pão.

Embora ela assista o programa do padre dela toda semana, aos domingos a reprise é de lei. É difícil escapar porque ela senta no sofá e já fala: “está na hora do meu padre, muda de canal aí pra mim”. Então quem está na sala assiste, fazer o quê? Domingo na casa da vó não é só comida boa ou bolo de cenoura. Tem que assistir o padre.

E como é esperto esse padre. Ele sabe como conquistar as velhinhas. Fala diretamente para elas, até as propagandas. Tenta vender remédios para os ossos, a pele, o sono. Até remédio de emagrecimento. Ainda bem que minha vó mantém o sangue português na veia e ninguém coloca a mão no dinheiro dela. “É só ligar aqui no 0800 para ganhar um descontão”, eles dizem.

Às vezes eu e minha vó temos algumas conversas mais sérias quando tento mostrar que a mulher do meu tio não tem obrigação de cuidar dele como se ele fosse criança. Ou quando ela glorifica os genros e detona as filhas. Ou quando critica minha tia que adora sair com os amigos e tomar cerveja. Minha vó vem de outro tempo, sei plenamente.

Mas o padre não. Ele deve ter uns quarenta anos e em um único domingo o vi fazendo propaganda de remédio para emagrecer mostrando uma mulher de biquíni e dizendo que seu corpo era feio. Também ouvi ele falar que mulheres dormem melhor porque não fazem nada enquanto os homens trabalham muito. O alívio é que eu reclamei e minha avó soltou: “Por que ele não coloca foto de homem barrigudo?”. Pois é, vó, pois é. Eis a pergunta de um bilhão de dólares.

Obrigada pela sua leitura! Te vejo na próxima crônica!

Clique aqui e converse comigo também pelo Instagram.

4 comentários sobre “O padre da minha vó

  1. Pingback: O padre da minha vó by Nicole Guimarães – MasticadoresBrasil/ 100 poetas brasileiros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s