A viagem libertadora e a prova de que não é preciso ir tão longe

Éramos três amigas na mesma situação: acabando a faculdade, estagiárias e recém solteiras. Até que surgiu a brilhante ideia de fazermos um “mochilão” em Santa Catarina. Não lembro o que nos motivou a escolher esse estado, só sei que fomos.

Compramos as passagens pela antiga WebJet, o trecho foi Rio-Florianópolis e Joinville-Rio. Passamos dias nas regiões de Garopaba/Ferrugem, Florianópolis e Navegantes. Todos os trechos e passeios feitos de ônibus. As hospedagens foram um quartinho para as três em um terreno na Ferrugem, hostel em Barra da Lagoa e casa de conhecido em Navegantes.

Fizemos tudo com o mínimo de orçamento que tínhamos. E foi sensacional! Essa viagem me libertou de diversas amarras. Conheci lugares lindos, pessoas de diferentes países, rimos até dos perrengues e vi que não é preciso muito dinheiro para ser feliz. Além disso, me reconheci em cada um dos viajantes que esbarramos por lá. Definitivamente, viajar é coisa de alma.

Conto isso para te encorajar a sair por aí. Sozinho ou com alguém. Com roteiro ou sem roteiro. Com pouco ou muito dinheiro. Para perto ou para longe. Por muito tempo ou por pouco tempo. Simplesmente, vá. Dentro das suas possibilidades, mas vá em frente.

Não importa onde e como, sempre há experiências e pessoas incríveis esperando por você.

Que tal começar a planejar para quando a pandemia passar?

Foto: Nicole Guimarães. Praia da Ferrugem / Santa Catarina, 2020.

11 comentários sobre “A viagem libertadora e a prova de que não é preciso ir tão longe

  1. Se entendi certo, você mora em Brasília?

    Pois então, moro em São José, do lado de Floripa! E uma vez, anos atrás, fui para a Chapada dos Veadeiros que nem vocÊ, aproveitando uma viagem a trabalho pra Brasília… só pra sentir o gostinho de conhecer um pouco mais do mundo!

    Foi uma delícia, que eu não vejo a hora de repetir 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. É verdade, não é necessário contar milhas para descobrir um lugar que faça a diferença. Não tão distante de Poa, no Uruguai, Colônia de Sacramento é uma cidade onde a gente se envolve com a história e com Portugal em seu fascinante centro histórico. Ou para ficar no Brasil, sim Santa Catarina oferece lugares incríveis como suas praias e recantos acolhedores. Gostei muito do post. Trouxe uma vontade imensa de pôr o pé na estrada. Um abraço fraterno.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fico feliz pelo post ter te despertado vontade de sair por aí! Essa liberdade está fazendo bastante falta. Conheci o Uruguai, mas não Colônia de Sacramento. Incluí na minha lista de próximas viagens. Obrigada e abraços!

      Curtir

  3. Já morei em Itajaí e cruzava o ferry boat diariamente pois trabalhava em Navegantes. A vibe naquela região parece outra né, apesar de eu ter trabalhado pra caramba, eu me sentia eternamente em férias! Eu programei uma viagem de três semanas pelo sul de minhas em novembro. Entretando, a pandemia fez eu tirar férias antecipadas e agora sei lá quando vou denovo! O jeito é esperar as coisas se ajeitarem e desbravar um pouquinho aqui da região, litoral do Paraná tem muita coisa linda de se ver em um final de semana!

    Curtido por 1 pessoa

      1. Também não conheço, tem gente que fica boquiaberto quando falo! Mas, fica bem longe daqui, pra se ter uma noção ir até São Paulo é mais fácil que Foz pra gente! Tem que cruzar o estado inteiro. Não está na minha lista ainda, mas vai saber no futuro né

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s