As músicas de cada cidade

Após nossa divertida conversa sobre os beijos de cada cidade, lembrei outra diferença cultural instigante: as músicas. Sim, toda cidade tem sua música e suas formas de se relacionar com ela.

Música é algo que sempre presto atenção. Não existe confraternização sem música, bar sem música, pedal sem música. Ela que dá o ritmo! Pensando nisso, resgatei os estilos musicais que marcam algumas cidades para mim. Seguem meus pontos:

Rio de Janeiro: É o samba que começa a tocar na mente e já começo a me mexer. Também tem as variações, como o pagode. Depois de umas cervejas, nada bate o pagodão dos anos 90! Não posso esquecer do funk, mas esse nunca consegui “ser chegada” e sempre acabei desviando da rota;

Brasília: Gente, aqui é difícil. No Rio, acho fácil fugir do funk. Mas em Brasília o sertanejo persegue em todos os cantos e casas e carros e aniversários. Ele está por toda parte. Os outros gêneros acabam sendo resistência. Aqui, é o sertanejo que manda.

Belém: Eita lugarzinho que está no meu coração. Mas, para mim, as músicas foram diferentes demais. Se sertanejo é difícil de conviver, você não imagina o arrocha, o brega, o tecnobrega, a sofrência. Oh céus! Era engraçado tentar achar os pontos de fuga. E o reggae me faz lembrar de lá também, apesar de ser uma marca forte de São Luís, no Maranhão.

Quais são as músicas da sua cidade? Ou de outros lugares que conheceu?

Foto autoral. Céu de Brasília, Junho de 2020.

34 comentários sobre “As músicas de cada cidade

  1. Eu adoro música, mas, particularmente, as da minha cidade, Salvador, eu detesto. Não suporto axé music. Com algumas exceções é claro. Alguns compositores baianos, mesmo de axé são bons, como Luis Caldas, por exemplo. E de MPB, a Bahia tem um portfólio forte 🤩

    Curtido por 2 pessoas

  2. Antigamente por aqui na região de Ctba tinha bastante música gaúcha, mas eu percebia mais pelo fato de meu irmão gostar e ter amigos do meio. Eu nunca gostei, mas tinha que suportar. Depois veio o sertanojo new wave e tomou conta. Mas, como também não curto, eu sou mais o rock e mpb, e vejo que esta cena também é forte aqui. Me decepcionou um pouco quando morei no RS de ver que a música gaúcha virou mais uma questão de respeito as tradições, caiu um pouco em desuso. Já quando morei em SC, lá em Itajaí, por ser litoral, tinha bastante a turma do reggae e uma coisa do samba e mpb bem gostosa e interessante também. Já Baln. Camboriú música eletrônica era forte, mas é mais pela vocação do local.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Essas músicas tradicionais do sul são interessantes! Tenho uns amigos catarinenses e eles vivem cantando umas músicas antigas quando tomam umas… Bem típicas e que provavelmente escutaram muito na infância. E também tem muito reggae mesmo, chimarruts e Armandinho acho que são do sul, não lembro de qual estado. Adorei sua análise do sul! Obrigada! 🙂🌻

      Curtido por 1 pessoa

  3. Mariana Gouveia

    Na minha cidade – Cuiabá – é o rasqueado e o lambadão. As músicas são dançantes e as dançarinas usam um lado sensual na dança.


    Conhecido nacionalmente, depois de gravarem com Zezé de Camargo e Luciano, só mesmo Pescuma, Henrique e Claudinho.

    Curtido por 1 pessoa

  4. a música do rio grande do sul é muito enraizada entre o nativismo e o tradicionalismo, com ritmo muito definidos. no entanto, há pontos que nos aproxima do Uruguai e Argentina, com quem fazemos fronteira, e os ritmos como chacareira, chamamé e outros são parte já da nossa cultura, assim com a partir dos anos 80 o que se convencionou chamar de música popular gaúcha (urbana) se fortaleceu bem como o rock. claro que outras vertentes da música também. há uma diversidade imensa que acolhe desde o nativismo ao sertanejo, passando pelo samba, rock, mpb, bossa nova, tango, chorinho, jazz e também uma cena com música clássica bem acentuada. eu, em particular, sou da geração do rock dos anos 60, do qual não me afasto nunca, e muito música instrumental. em especial, gosto muito de quarteto de cordas, tango instrumental é maravilhoso, um bom blues, Madeleine Peyroux, Bob Dylan, Neil Young…enfim, o momento vai construindo uma trilha que sempre me acompanha. acredito que hoje, mais que nunca, a música se universalizou e os músicos de raiz mesmo continuam fazendo trabalhos fantásticos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Não tinha pensado nessa influência do Uruguai e da Argentina! Faz muito sentido. Conheço praticamente nada sobre música tradicional gaúcha e a popular (urbana). Tá aí um campo musical que posso explorar! Também sou fã de jazz e blues 🌻

      Curtir

      1. toquei apenas por cima, não disse por exemplo que a região missioneira, tem muito da milonga, do payador (Atahualpa Yupanqui, Jorge Cafrune), o rock argentino é emblemático nos anos 80 em toda a nossa América (Charly Garcia, Sui Generis, León Gieco) e do Uruguai vem o candombe (Rubem Rada), as murgas, a milonga também (Alfredo Zitarossa), etc…assim como vários outros ritmos e gêneros de outros países. claro, que em muitos casos temas políticos, sociais, de amor, de alegria, de festa…). por óbvio, que aqui acolhemos muito do Brasil também: o Clube da Esquina, a Bossa Nova, e outras “trocas” sempre bem-vindas. o legal de tudo isso é que a diversidade pode ser um caminho de integração entre as nossas regiões e outros países. Em particular, também gosto e muito de jazz e blues. mais adiante, deixa passar o período de exames e consultas e te envio alguns nomes e discos que, quem sabe, podes gostar. um abraço gaúcho.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Caramba!! Muitos nomes que eu nunca ouvi. Nosso Brasil é muito abençoado, tem arte para todos os gostos. Combinado, aguardo suas indicações! Bons exames e consultas, espero que esteja tudo bem com você. Um abraço! 🌹

        Curtir

  5. Vamos lá: Clube da esquina, skank, Paulinho Pedra Azul, Jota Quest, Milton, Vander Lee, Trio Amadeus, Tia Anastácia, Clara Nunes, Lô Borges, Fernanda Takai, Flavio Venturini, entre outros/as. Conhece alguns deles/as?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s