Joio e trigo

Foto autoral. Girassóis da igreja ucraniana / fevereiro, 2022.

Sem glitter e blocos de carnaval disponíveis para mim no momento, eu caminho. E caminhando atenta encontrei uma igreja católica ucraniana no caminho. Em meio às falas de “eles são refugiados brancos e de olhos azuis”, “é inaceitável guerra em um lugar de primeiro mundo” e outros polos que se repelem e se atraem, fiquei pensando depois de fotografar os girassóis sobre como há uma tendência a separar.

Sim, separar. Tipo joio do trigo. Tipo uns seres humanos são melhores do que outros seres humanos. Tipo uns são diferentes e merecem uma vida diferente. As palavras refugiados e imigrantes são bons exemplos.

Refugiado vindo da Europa? Braços abertos. Refugiado vindo da África? Racismo. Imigrante vindo dos Estados Unidos? Coisa boa. Imigrante vindo da América Latina? Racismo. Uns são aceitos mais do que outros.

Por que uns são recebidos de braços abertos e outros negados? Por que uns podem conviver com a violência e outros não? Se somos todos seres humanos vivendo num mesmo planeta, por que separar? Por que diferenciar de uma forma que é bom para uns e ruim para outros?

Devaneios em meio a um carnaval de seis graus celsius. Ainda bem que tem muitas fotos felizes, coloridas e fantasiadas rolando na tela. Viva a resistência purpurinada.

Até a próxima,

Nicole.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s